Entrada de Usuário



Calendário de Eventos

Novembro 2019
Dom seg ter qua qui sex Sáb
27 28 29 30 31 1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30

Buscar

FAQ - Editor PDF Imprimir E-mail

Em virtude da automação do sistema ter sido concebida para ter qualidade, eficiência, prontidão, facilidade, eficácia e segurança, a vida do editor é grandemente facilitada. Uma parte substancial dos seus afazeres que são demorados, penosos e inconvenientes foram todos automatizados. Em realidade, a sua função principal é verificar se o autor realmente cumpriu com as determinações, sugestões ou comentários feitos pelos reviewers. Esta função é essencial não só para dar continuidade ao que foi feito pelos reviewers, como também para garantir que os artigos de suas revistas sejam lidos, feitos downloads e citados. Todo o esforço portanto resulta em qualidade que é expressa pela quantidade de leitores e de citações. No caso, as assinaturas não contam porque quem as fizer, ainda não sabe o que será publicado no futuro próximo.

Algo entre 8 e 12 revistas. Em virtude de tudo estar automatizado, o papel do editor se torna mínimo em termos de tempo, e não de importância. Desse modo, um mesmo editor pode facilmente ser editor de várias revistas sem se cansar, sem se estressar, sem trabalhar horas extras. A expectativa é a de que um editor trabalhe entre 1 e 4 horas por dia no máximo! Não tendo chegado manuscrito para examinar, não tendo recebido resposta dos reviewers e não tendo manuscritos dentro da cobertura de suas revistas, o editor simplesmente não tem o que fazer! É assim que funciona as horas de trabalho do editor: livres, fragmentadas ou descontinuadas como desejar.

A idéia é que este “período de mandato” seja o mesmo de uma revista num Portal estrangeiro de elevada qualidade, algo como 24 meses. Contudo, este é um assunto que será discutido entre os cientistas presentes nas próximas reuniões e, isso será debatido, alterado e/ou confirmado. Assim, ele terá um mandato de 2 anos, podendo ou não ser renovado pelo Portal.


Não. Os artigos vão chegar naquele idioma da revista. Eventualmente um autor poderá precisar se entender com um editor por alguma razão, seja pelo Skype, pelo Chat Online, email ou por telefone e, assim, não haveria comunicação! No entanto, se o editor tem domínio em mais de um idioma ele poderá ser editor de revistas de idiomas distintos.


Sim, mas não das suas próprias revistas!

Procurar no Portal o lugar apropriado de Editor e se candidatar: preenchendo o formulário, indicando suas áreas de interesse, o domínio de idiomas. Anexar uma cópia de seu diploma de Doutor e aguardar. O Portal analisará os dados e o convidará por email, telefone ou pessoalmente. Poderá ser necessário uma entrevista prévia pelo Skype ou MSN caso o candidato não resida em Salvador, Bahia. A depender da urgência do Portal e da disponibilidade do editor essa parceria poderá ser fechada num prazo inferior a 30 dias, contados da inscrição. Cada editor terá de seguir as regras gerais do Portal de tal sorte que haja um produto final satisfatório para todos: elevada qualidade dos artigos, padrão único na revista, revista sendo progressivamente citada dentro do Portal, e artigos equiparáveis às melhores revistas da área. O editor precisará interagir com os autores de uma forma atrativa, provocadora e instigadora de novos artigos.

Esta é exatamente a idéia da “Vitrine do Reviewer” (Reviewer Showroom), um compartimento interno permitido acesso apenas aos reviewers. O editor que receber um manuscrito que não se ajustar à nenhuma de suas revistas irá recursar o manuscrito e, então, o ensaio cai numa espécie de “malha fina” em que os reviewers potenciais (todos aqueles reviewers que visitam esta sala diariamente)  estão verificando se há ou não manuscritos sem reviewers, mas que seria  de seu interesse examinar. E, neste caso, os próprios reviewers encontrarão seus manuscritos.


É o lugar em que vão os manuscritos que não se ajustam dentro dos focos ou dos idiomas das revistas, para os quais os autores tinham previamente dado preferência. Os editores prévios rejeitaram o manuscrito, então eles são temporariamente colocados ali até que os editores que visitam diariamente esta sala, encontrem algum manuscrito que se enquadrem dentro de suas revistas. Havendo manuscritos de interesse da revista e, ao baixar para sua revista, o editor decide automaticamente que a sua revista se incumbirá de dar prosseguimento ao processo de análise.


Sim, basta querer, ter tempo, estar preparado, ter disponibilidade e interesse! Esse é o caso, por exemplo, quando há poucos reviewers para um tópico, e, recentemente um dado editor, já o havia indicado para ser reviewer de um outro ensaio. De fato, os editores não têm conhecimento de quantos manuscritos um dado reviewer está recebendo. O processo da escolha do reviewer (referee) é aleatório e indiscriminado (peer random and blind process).


Não! O sistema não permite isso. Tal procedimento abriria situações de exceção que poderia facilmente comprometer a qualidade da revista ou dos seus fatores de impacto. Ainda que um manuscrito lhe pareça irretocável, diferentes olhares com distintos interesses, preparos, experiências e visões, certamente verão itens ou particularidades que podem ser melhoradas, ditas com maior clareza ou precisão. Ademais, os reviewers podem sugerir novas hipóteses, pés de página ou referências importantes e que não haviam sido mencionadas no manuscrito original. Finalmente, se manuscritos pudessem ser incluídos livremente, o julgamento de um editor para outro poderá ser distinto, e, por isso, não teria sentido existir um “corpo editorial” formado por tão ilustres doutores interessados no progresso da ciência, da filosofia, da literatura ou da teologia, entre outras.


Isso depende das revistas em que ele é editor. Se ela permitir isso, pode, caso contrário, não. Haverá situações de ineditismo no idioma: um artigo originalmente publicado em russo, e que nunca foi publicado em inglês. Há também situações de atualização, da literatura, de dados, de informações e de novos contextos, inclusive a liberação de dados para uma audiência maior. Contudo, isso é o autor o interessado direto que dirá e se responsabilizará pela divulgação de tais informações. Enfim, a autorização para uma republicação, pode ocorrer sim, desde que a revista aceite manuscritos não originais, traduções ou de outra natureza.


Se o editor detectar isso, ele próprio resolverá tal episódio diretamente com autor, informando-o da situação e apresentando a fonte anterior. Ele poderá também não publicar e aguardar até que a fonte seja identificada e verificada. Se o plágio for detectado por um ou mais dos reviewers ao devolver ao Editor, este terá o mesmo procedimento com o autor. Mas, na hipótese de não ter sido percebido nem pelo editor e nem pelos reviewers, e mesmo assim, o artigo vier a ser publicado, quando o Portal tomar ciência do fato, disponibilizará uma nova cópia do artigo informando publicamente sobre o fato, já na primeira página do artigo. Desse modo, os leitores ficarão sabendo. O Portal não terá nenhuma responsabilidade sobre isso, uma vez que apenas disponibiliza o que recebe dos seus supostos autores. O Portal acredita na boa fé e no caráter do autor, na veracidade do que foi escrito e exposto e na sua intenção de contribuir para a ciência. Se ele não cita as fontes ou copia o conteúdo de um outro lugar, ele próprio terá que arcar com as conseqüências.


Esta é uma situação que também pode ocorrer, embora rara, não a torna impossível. Normalmente um editor não irá detectar isso, e, em muitas áreas será muito difícil de ser detectado pelos reviewers. Contudo, no caso de ser detectado ou suspeitado de que haja dados fabricados por quaisquer dos membros no processo o manuscrito deverá ser rejeitado ou solicitado as provas enviadas pelos correios. Caso esta situação passe sem que seja percebido e, o artigo vier a ser publicado, quando o Portal tomar conhecimento uma nova versão do artigo o substituirá, e na primeira página será informando publicamente aos seus leitores do que se trata. Em assim procedendo os leitores tomam conhecimento do fato, dos dados e do caráter do autor, e também da seriedade e ética do Portal.


Sim! O Portal Latin Science tem revistas exclusivas para esta situação nas várias áreas. Mas, os seus artigos não se misturam com os outros existentes porque nem sempre eles passaram por reviewers. Desse modo, uma dada revista poderá eventualmente fazer um número especial para tal fim, ou o editor destinar um dos seus fascículos por inteiro à este propósito, e, não necessariamente alterar a sua periodicidade ou seqüência da revista. Em muitos casos poderá ser necessário os próprios doutores participantes do congresso serem os reviewers e a publicação já vier a lume com tais correções.


Esta é uma pergunta que só faz sentido com o próprio manuscrito em mãos. Mas, em geral o número varia entre 3 e 9 no máximo. Contudo, isso é transparente para o editor, ele apenas decide quais os reviewers que aparece em sua tela e pronto, nada mais. Tudo o mais segue as regras do sistema.


Normalmente, isso depende das revistas, dos tópicos, da periodicidade das revistas e de quão freqüente elas atraem novos artigos ou seduzem autores a enviar para elas. Ademais, os artigos podem ser curtos (resenhas, comunicação) ou longos (surveys, aprofundamentos monográficos). Apenas como uma idéia, uma revista trimestral que publica 12 artigos por fascículo, publicará algo como 35-40 artigos por ano. Muitos outros cálculos podem ser feitos então a partir daí.


Uma enorme liberdade: sobre a escolha do reviewer que irá enviar o manuscrito, a decisão sobre que revista um manuscrito deverá ir, como deseja fragmentar as suas atividades, a hora de trabalho e quantas horas deseja se dedicar por semana. É o próprio editor que faz a sua atividade por empreitada.


Sim! Esta é a grande vantagem do Portal. Os editores podem continuar suas atividades normais de professor ou de pesquisador. E trabalhará apenas quando tiver tempo, no momento em que estiver disponível. Não há qualquer obediência a horário, turno ou carga de trabalho. Ele é autônomo!


Um editor receberá um valor mensal como ajuda de custo pelo tempo que trabalhar, e, se o artigo for vendido pelo Portal, ele ainda receberá (algo próximo de US$1,00, por cópia vendida) até 2 anos após a publicação do artigo. Os valores exatos serão definidos proximamente na reunião com o grupo de cientistas.

Última atualização em Sáb, 30 de Agosto de 2008 03:21
 

Downloads

Revistas (24) Artigos (158)

Todos os Produtos


Pesquisa Avançada
Área de Download
Mostrar Cesto
O seu Cesto encontra-se vazio no momento.

Aniversariantes

  • Quéfren Nogueira - 26/11

Estatísticas de Usuários

Registrados: 18389
Online: 5
Visitantes: 5

Membros Online
Nenhum membro online

Newsletter

Inscreva-se para receber as nossas novidades!